segunda-feira, 21 de setembro de 2009

PROAGÊNCIA II


Iniciou-se hoje (21/09) as inscrições para 03 (três) novos cursos E-Learning do Programa PROAGÊNCIA realizados pela ABAV em parceria com o SEBRAE e irão até quinta-feira (24/09).

Os cursos disponíveis são:

- Gestão de Pessoas em Agenciamento e Operações Turísticas - 20h

- De Agente a Consultor de Viagens - 20h

- Desenvolvendo o Turismo Receptivo - 20h

As inscrições estão sendo feitas no site da ABAV, no diretório PROAGÊNCIA.

As inscrições são gratuitas e disponibilizados para 60 alunos por turma, onde 50% das vagas são oferecidas para associados, sendo aceito somente um aluno por agência.

O que é o PROAGÊNCIA?


O Programa de Desenvolvimento Setorial em Agenciamento e Operações Turísticas – PROAGÊNCIA - é um Programa elaborado a partir de parceria entre a ABAV e o SEBRAE Nacionais. O objetivo é ampliar a competitividade e a capacidade de geração de receitas das micro e pequenas Agências de Viagens, principalmente, em especial as que se dedicam ao turismo receptivo. O ICCABAV – Instituto de Capacitação da ABAV atua como parceiro técnico-operacional.

Qual o público alvo do PROAGÊNCIA?

Micro e pequenos empresários do setor, gestores, coordenadores, encarregados e trabalhadores do Turismo. Atinge, especialmente, os que atuam mais diretamente nas atividades de agenciamento e operações de turismo receptivo.

Qual a duração do PROAGÊNCIA?

A primeira fase do PROAGÊNCIA aconteceu no período de 2005 a 2008. A partir de agosto de 2009 foi lançada a segunda fase do Programa que durará, em princípio, até maio de 2011.

O que pretende o PROAGÊNCIA?
  • melhorar a qualidade e a diversidade dos produtos e serviços de agenciamento turístico oferecidos, aumentando o fluxo de turistas, as receitas das empresas, bem como os níveis de emprego no setor, qualitativa e quantitativamente;
  • fortalecer a rede de distribuição da cadeia produtiva do turismo, cujo elo está fundamentado nas Agências de Viagens;
  • aumentar a competitividade e o desempenho das empresas, particularmente das Agências de Viagens dedicadas ao turismo receptivo;
  • ampliar a capacidade gerencial de empreendedores e gestores mais diretamente ligados ao agenciamento e operações turísticas, enfatizando a certificação profissional como ferramenta estratégica para a melhoria da qualidade dos serviços, através ações que promovam a inovação, tecnologia e conhecimento;
  • valorizar e os Agentes de Viagens;
  • fortalecer o associativismo e a capacidade de gestão dos núcleos da ABAV nos diferentes Estados, fomentando a sua interiorização especialmente no que se refere aos destinos indutores;
  • potencialização da atuação dos SEBRAEs Estaduais junto ao setor de agenciamento nas 27 UFs em conjunto com as ABAVs.

Quais são os objetivos específicos do Programa?

  • mobilizar e articular empresários, empreendedores, dirigentes e trabalhadores do turismo e do segmento de agenciamento e operações turísticas em particular, para a necessidade de se promover um forte movimento de modernização empresarial, visando à melhoria da qualidade e do aumento da produtividade setorial;
  • incentivar e apoiar o desenvolvimento de mecanismos inovadores, criativos e eficazes de organização associativa com vistas à participação mais efetiva do segmento na organização e promoção do turismo nos destinos selecionados, e à integração institucional nas políticas apontadas pelo Ministério do Turismo no Plano Nacional de Turismo, seguindo as orientações previstas da Lei Geral do Turismo;
  • desenvolver, testar, validar e promover a disseminação de um modelo estratégico de excelência da gestão empresarial em agenciamento e operações turísticas, identificando os fatores de sucesso e as competências de gestão que caracterizam este modelo;
  • melhorar a qualidade da gestão e competitividade no setor de agenciamento, aplicando e ampliando o programa educacional (presencial e à distância) desenvolvido na primeira fase do PROAGÊNCIA, capacitando agentes multiplicadores, gestores, empreendedores e colaboradores, englobando as competências relacionadas às onze funções existentes nas Agências de Viagens e outras profissões relacionadas ao setor, como Guias de e Motoristas de Turismo;
  • interiorizar, através das ferramentas de Educação à Distância disponíveis no Portal ABAV, os benefícios do PROAGÊNCIA. Essa interiorização em nível nacional é possível por meio da capilaridade que a ABAV possui em suas 27 Entidades Estaduais;
  • oferecer novas ferramentas de comercialização às Agências de Viagens, como Central de Negócios e incentivos previstos na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas;
  • preparação das Agências de Viagens para utilizarem os benefícios do MEI – Micro Empreendedor Individual -, na contratação de serviços terceirizados;
  • promover treinamento especializado aos Agentes, melhorando qualitativamente a oferta de serviços;
  • posicionar o Portal da Competitividade e da Qualidade em Serviços de Agenciamento e Operações Turísticas (Portal ABAV: www.abav.com.br) como ferramenta estratégica de distribuição e divulgação de produtos, aprimoramento e assessoria do setor de agenciamento, capaz de contribuir para a ampliação dos negócios entre as Agências de Viagens e os fornecedores da cadeia produtiva do turismo;
  • induzir a formalização das empresas atuantes no mercado informal, de forma a atender às disposições da Lei Geral do Turismo;
  • agregar a produção associada (artesanato, gastronomia, souvenirs, agricultura familiar, etc.) às ações do turismo receptivo;
  • posicionar a ABAV como entidade referencial na capacitação e certificação do setor de agenciamento oferecendo um diferencial competitivo às Agências de Viagens;
  • reforçar a imagem do SEBRAE como entidade promotora dos interesses das micro e pequenas empresas junto ao setor de agenciamento;
  • organizar e implementar um planos de ação contributivos, no âmbito dos Destinos indutores e especialmente nas Cidades Sede da Copa Mundial de 2014, além de outros destinos considerados prioritários pelos parceiros do Projeto, contando com a adesão e apoio de Agências de Viagens associadas às ABAVs, bem como utilizando o Portal ABAV como canal de divulgação.

Quais as ações previstas para o PROAGÊNCIA?

  • Sensibilização de empresários, empreendedores, dirigentes e trabalhadores para a necessidade de um forte movimento de modernização empresarial;
  • Incentivo e apoio ao desenvolvimento de mecanismos inovadores de organização associativa;
  • Desenvolvimento, teste, validação e disseminação de um modelo estratégico de excelência e gestão empresarial no setor.

Quais são as etapas desta nova fase do PROAGÊNCIA?

Mobilização, articulação e pesquisa:
nesta etapa inicial, o PROAGÊNCIA pretende mobilizar todos os atores relacionados ao Programa através de ações articuladoras que visem o seu comprometimento com os objetivos e metas propostos. São ações que possibilitarão o envolvimento das ABAVs, SEBRAEs, Imprensa e, principalmente, o principal ator deste projeto, o Agente de Viagens.

Inovação: nesta segunda fase, o PROAGÊNCIA pretende dar continuidade ao trabalho de fortalecimento da rede de distribuição da cadeia produtiva do turismo, cujo foco está nos Agentes de Viagens. Para isso, pretende buscar ferramentas tecnológicas capazes de possibilitar estratégias de inovação aos Agentes de Viagens.

Capacitação: aproveitando o excelente trabalho de identificação e desenvolvimento estrutural e de qualidade turística desenvolvidos nos Destinos Indutores pelo Ministério do Turismo, o PROAGÊNCIA pretende reforçar a capacitação dos serviços de receptivo e comercialização desses destinos, criando assim, um modelo que poderá ser aplicado aos demais destinos turísticos de todo o país. Além de buscar novas ferramentas de capacitação, será aplicada a metodologia gerada na primeira fase do PROAGÊNCIA.

Análise da competitividade das agências de viagens: em complementação às ações de capacitação empreendidas na primeira fase, o PROAGÊNCIA pretende oferecer às Agências de Viagens a possibilidade de se auto-avaliarem e identificarem o seu grau de competitividade no mercado.
Acesso a mercado: O PROAGÊNCIA pretende criar ações que possibilitem a inserção e consolidação das Agências de Viagens no mercado, através da criação de ferramentas de apoio orientadas à competitividade do setor.

Na prática, quais os benefícios do PROAGÊNCIA para o segmento das micro e pequenas empresas de agenciamento turístico?

Inovação e diversificação dos produtos prestados, potencializando o turismo receptivo;
Ampliação da competitividade e da capacidade de geração de receitas;
Fortalecimento do modelo de gestão;
Obtenção de um diferencial no mercado a partir da identificação de seu grau de competitividade;
Segmentação, embora não obrigatoriamente exclusiva, segundo os produtos locais;
Criação de novos estabelecimentos de agenciamento e operações turísticas e, conseqüentemente, geração de empregos;
Promoção de mão de obra qualificada;
Adoção de referenciais e padrões de qualidade internacionais na prestação de serviços de agenciamento turístico;
Obtenção de referenciais de sucesso e modelos de desempenho na gestão empresarial;
Potencialização das relações comerciais com fornecedores e demais empresas da cadeia produtiva do turismo.

E quais são os benefícios para os Empresários, Gestores e Trabalhadores do Setor de Agenciamento Turístico?

Capacitação profissional segundo as competências necessárias para a correta gestão de sua empresa, bem como o apropriado atendimento aos seus clientes;
Valorização e ascensão profissional através da qualificação nas competências adquiridas;
Acesso a informações e dados para consultas, estudos e pesquisas sobre o segmento e os negócios turísticos em geral;
Fortalecimento da gestão dos empreendimentos turísticos baseada na sustentabilidade.

Quais são os parceiros do Programa?

ABAV Nacional (Coordenação Geral)
SEBRAE Nacional
ICCABAV - Instituto de Capacitação e Certificação da ABAV (Parceiro Técnico-Operacional)
ABAVs Estaduais
SEBRAEs Estaduais

Por que a parceria com o SEBRAE para o PROAGÊNCIA?

Porque um dos objetivos do SEBRAE consiste na promoção da educação empreendedora e da cultura cooperativa como uma das suas prioridades estratégicas, expressas no Programa SEBRAE de Turismo, dado o compromisso de atuação harmônica com os objetivos e as metas do Plano Nacional de Turismo e da ABAV Nacional no que tange o setor de agenciamento e operações turísticas.

(Dados retirados no site da ABAV).

Para mais informações consulte o site da ABAV Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário