segunda-feira, 29 de junho de 2009

Nova ortografia e o profissional de turismo

Revista Eventos - 25/06/2009
Artigo: A nova ortografia e o profissional de turismo.

Por: Ernani Pimentel

Ortografia é a maneira de se escreverem corretamente as palavras e recentemente suas regras foram alteradas por um acordo assinado pelos oito países que falam a língua portuguesa, com o objetivo de se tornar mais coesa e unificar a forma de sua expressão linguística escrita.

O que tem isso a ver com o profissional do Turismo?

A rigor, muito. As atividades do trade turístico dependem muito da linguagem escrita, talvez tanto quanto da falada, pois a grande maioria dos negócios se faz com base na redação das peças de divulgação, correspondência, contratação e registro, tudo porque verba volant, scripta manent, ou seja “a palavra falada voa, a escrita permanece”, como sentenciavam os romanos e é na segurança da palavra escrita que se firmam os negócios.

Segurança, eis um fator fundamental para o sucesso em qualquer profissão, pois o profissional que transmite insegurança não se destaca positivamente. Imagine um guia turístico inseguro no tocante às informações que passa (demonstra dúvida sobre o nome do arquiteto ou do escultor, a época da construção, o estilo...). Imagine-o inseguro no uso da linguagem falada (pronuncia erradamente os nomes das obras e dos artistas, utiliza palavras mal adaptadas ao contexto...). Imagine-o, para orientar o seu grupo, fixando no lobby do hotel um texto mal grafado.

Veja agora: um cliente de bom nível contata o site de uma empresa e encontra ali fotos belíssimas de um destino e uma palavra escrita erradamente. Manda um e-mail pedindo sugestão de um roteiro, eis que lhe surge outra palavra mal escrita. Pede uma extensão do itinerário ou a gentileza de um upgrade e é atendido com outro erro ortográfico. Essas aparentemente pequenas decepções, provocadas às vezes por um ou dois pequenos erros, foram suficientes para criar nele a imagem de uma agência (ou operadora) de nível e organização duvidosos e, todos sabemos, ninguém quer negócio com parceiro duvidoso.

O Turismo, cada vez mais competitivo, compara as diferenças e exige constantemente mais qualidade, valorizando e estimulando a excelência que, seja empresarial seja individual, constitui um conjunto de boas experiências e de pequenos detalhes, situando-se – exatamente nestes – as marcas orientadoras do sucesso. Em outras palavras, no Turismo, o detalhe define o sucesso. A nova ortografia é apenas um detalhe.

*Ernani Pimentel é formado em Letras Clássicas pela USP e há mais de 40 anos se dedica ao estudo e ao ensino da Língua Portuguesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário