sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Administração do turismo

Vivemos hoje a realidade de uma oferta cada vez maior de serviços no setor de turismo. No entanto, aparentemente, seus agentes nem sempre levam em conta os diferentes graus de intangibilidade do produto com que trabalham.
A especialização resultará em um gerenciamento eficaz da demanda existente e em uma conquista do mercado potencial, obtendo-se maior produtividade.
As regras de
marketing moderno podem ser aplicadas ao turismo municipal em todos os níveis. A maior ou menor sofisticação do processo será ditada pela realidade de cada localidade, mas as leis básicas são aplicáveis tanto nos pequenos como nos grandes municípios com atrativos truísticos.
Na comercialização dos produtos turísticos, qualquer município que não oferecer uma resposta clara à realidade mercadológica, ou que tentar desafiá-la, estará destinado ao insucesso.
Ao contrário, aquele que por processos sofisticados, por simples sensibilidade ou por experiência encontrar seu lugar no processo e adotar o
marketing turístico correto sairá vitorioso.

Importância da Administração.
Não desconsiderando a importância e habilidade de gerentes considerados experientes, os gerentes talentosos com bons conhecimentos de marketing continuam sendo essenciais a qualquer empreendimento turístico. Seu êxito será maior se souberem utilizar melhor as ferramentas que o marketing turístico moderno coloca à sua disposição.
Nos últimos anos, o treinamento e a capacitação dos recursos humanos para a prestação de serviços turísticos vêm recebendo a atenção não só dos orgãos públicos e das empresas privadas do setor, mas também das próprias pessoas (colaboradores e proprietários) envolvidos com os empreendimentos da área.
Isso ocorre geralmente devido à conscientização de que o êxito empresarial ou as oportunidades de ascensão na carreira dependem, cada vez mais, da capacitação técnica.
Para fazer frente às exigêcias crescentes dos turistas e à intensa competitividade entre as empresas e os destinos turísticos, o aspecto empírico obrigatoriamente deve dar espaço ao aspecto profissional.

Dirigente Municipal de Turismo.
Na operação diária, o dirigente municipal de turismo coordena, hierarquiza e disciplina as funções do turismo, buscando meios materiais e humanos para sua execução.
O dirigente municipal de turismo define a política de
marketing e a desenvolve, na prática, procurando adequar o produto turístico produzido e oferecido à demanda turística.
O dirigente municipal de turismo pode e deve influenciar no preço, qualidade, destribuição, promoção, propaganda, crédito, cobrança e pós-veda dos produtos turísticos. Devemos ainda considerar que o turismo municipal tem como característica fundamental o inter-relacionamento com empresas afins, agência de viagens, transportadoras, agências de congressos, restaurantes, hotés e outros.
Só recentemente os conceitos de
marketing começaram a sensibilizar os empresários do ramo de hotelaria brasileira.
Em outras épocas, a tradição e espontaneidade definiam os esquemas de comercialização nos hotéis. Os hotéis tinham as estruturas determinadasapenas por fatores hitóricos, por tradição, por decisões. adaptações, que simplesmente levavam a copiar formas e atitudes, tendo como parâmetro a velha hotelaria européia.
Quando o turismo começou a ser tratado como indústria, as redes multinacionais ou internacionais adotaram estratégias de
marketing que deixaram de ser luxo ou excentricidade. O marketing no turismo transformou-se em uma necessidade, uma exigência da sistemática de comercialização.
O esforço de
marketing, aplicado com critério, tem conseguido representar - para um grande número de hotéis - a diferença entre a estagnação e o desenvolvimento, o retrocesso e o progresso.
Muitas vezes, um planejamento correto de
marketing substitui investimentos físicos óbvios, de custo em geral superior e de dividendos nem sempre garantidos e muitas vezes questionáveis.
A tendência de participação cada vez maior dos esquemas de
marketing no planejamento, na operação e na promoção da indústria hoteleira, já é consagrada nos grandes mercados turísticos e está apenas começando no Brasil.
Quandos os objetivos implicam altos investimentos, deve-se ter como parâmetro pesquisas que demonstrem que o projeto realmente é exequível. Esses dados servirão como orientação para prever se o retorno previsto ou estimado será compatível com investimento.
A análise do conteúdo da pesquisa requer uma reflexão no sentido de compreender as características, estruturas ou modelos que estão por trás das mensagens representadas pelo conjunto de dados obtidos.

Tendências Negativas do Administrador.
As causas da dificuldade em avançar são várias e quase sempre dizem respeito a determinadas características ou tendências pessoais negativas, que funcionam como obstáculo à concretização de qualquer plano bem intencionado.
Quando uma empresa não consegue avançar, a despeito dos planos encetados nessa direção e de apresentar todas ou quase todas as condições necessárias para o avanço, é porque certamente conta, em seu quadro, com indivíduos:
  • autistas (fechado para o mundo externo);
  • derrotistas (qualquer pequena adversidade é a derrota);
  • proletadores (compelidos a adiar atividades sem prever o amanhã);
  • arrogantes (seguros de si, que se acham superiores);
  • limitados (não enxergam nada além de sua atuação);
  • preconceituosos (opinião antecipada sem qualquer ponderação);
  • desconfiados (progredir significa "politicagem" e fracasso do superior).
O dirigente turístico municipal deve ter atuação constante e manter contato permanente com a comunidade, O objetivo desse constante contato é não só dinamizar o turismo, mas também dar assistência ao processo de encontro entre a comunidade receptiva e os turistas.
Um aspecto que julgamos de maior importância é a postura ou perfil do dirigente municipal de turismo. Ele precisa ter profundos conheciemntos na área de
marketing (sobretudo marketing aplicado ao turismo), porque a ato de consumo turístico se processa junto ao centro receptor, isto é, no próprio município.
O
marketing engloba um conjunto de ações que devem ser tomadas e que vão desde a concepção do produto até a satisfação do cliente (turistas) após o ato de consumo.
Nas empresas existe a preocupação em maximizar os lucros e satisfazer o cliente - resultados finais de todas as ações que interferem no quadro econômico ou na confecção do produto turístico.
Partindo do pressuposto de que o município preenche os pré-requisitos para a viabilização turística, o dirigente municipal deve, antes de vender seu produto, conscientizar sua comunidade da importância dessa atividade. Em segundo lugar, deve identificar os produtos turísticos e iniciar o precesso de venda aos consumidores.
Os dirigentes municípais dispõem de alguns instrumentos de
marketing que podem ser usados. O bom uso desses instrumentos é indispensável para vender aquilo que o município possui, isto é, seus produtos turistícos.
O produto turístico deve, acima de tudo, ser de acordo com os desejos e as necessidades dos visitantes (turistas), precisa ser anunciado, comunicado e promovido. Os principais instrumentos de marketing untilizados são os sistemas de informação, as relações públicas, a promoção de vendas, a publicidade e propaganda.

Exigências para um Bom Gerenciamento.
Uma boa e bem sicedida gerência no negócio envolve várias exigências como:
  • manter um bom sistema de transporte, frequente e cnfiável;
  • evitar excessos com serviços simples e eficintes;
  • facilitar e simplificar registros;
  • garantir boa qualidade nas acomodações;
  • facilitar e priorizar informações;
  • tem uma política eficiente dos assessores;
  • disponibilizar informações prontamente aos turistas.
A postura mercadológica do dirigente municipal de turismo tem-se modificado ainda lentamente nesses últimos anos. O dirigente viu-se obrigado a abandonar aquela postura cômoda, aquele comportamento passivo, que o fazia apenas aguardar eventuais turistas.
Com as constantes mudanças e a necessidade de crescimento do ramo de turismo, o dirigente tem por obrigação ser dinâmico em seus negócios, ampliando a oferta e qualidade dos seus produtos turísticos.
Considerando os desejos e motivação dos turistas, o dirigente deve buscar alternativas no que se refere a criar formas de atender e satisfazer as reais necessidades dos turistas; além de ficar atento às tendências do turismo nacional e internacional para adequar o seu município e essas tendências.
O dirigente e todos os segmentos municipais interessados e participativos do turismo do município devem participar e promover reuniões, encontros, seminários, congressos, buscando observar as tendências mercadológicas do turismo.
O investimento em turismo está respaldado em tendência histórica mundial de crescimento firme e regular, pois o turismo cresce com aumento da renda e da população.
Mas o turismo exige uma administração eficiente, isto é, precisa de um mínimo de competência administrativa, pois ela será a resposta séria e consistente aos desafios desse setor, que é promissor e se desenvolve rapidamente.
Considerando o processo de gerência de
marketing, alguns aspectos merecem maior ou particular atenção, por meio de conceitos geris, visando a concluir satisfatoriamente o plano de marketing turístico.
Uma empresa de porte, eventualmente, tem um gerente para cada área, ou seja, um responsável para cada parte do plano. Isso demonstra um outro ponto importante: o gerente de
marketing, para ter sucesso no seu plano de marketing turístico, não pode se confinar somente nas matérias de marketing.
No desenvolvimento do plano de
marketing turístico, o gerente poderá de defrontar com alguns problemas específicos do turismo, como, por exemplo, a demanda flutuante e a falta de lealdade de colaboradores.
Isso implica na participação constante de uma equipe de colaboradores não somente do seu próprio departamento, mas também de profissionais de outros departamentos ou até mesmo de outras regiões, objetivando cobrir possíveis falhas.
No setor público, as adversidades são maiores, pois os coordenadores devem convencer as autoridades a abrir mão de seus próprios interesses para atender aos da grande maioria, que é o público em geral.
Além da cooperação com o planejamneto essencial e atender aos interesses do turista, devem ainda porteger as muitas atrações que os turistas visitam.
Tuso isso implica em uma aceitação de que o papel de toso pessoal em organizações de turismo é o de satisfazer oas turistas/clientes e proteger os seus interesses - atrações - a longo prazo. O gerente de
marketing tem um papel fundamental na execução dos planos para cumpir essa importante missão.

Administração da Qualidade do Turismo.
Como não poderia deixar de ser, um aspecto importante no gerenciamento do turismo pe a implantação, manutenção e projeção da qualidade. A qualidade é uma preocupação nova para a gerência, necessita de vários treinamentos em todos os níveis e deve ainda ter a participação de toda a empresa.
A qualidade do turismo deve ser corretamente ensinada e para isso é necessário conhecimentos em marketing, pois os ensinamentos serão os sustentáculos da qualidade dos produtos turísticos. Finalmente o controle de qualidade pede treinamento sustentado no campo da comunicação e na liderança das equipes.
Livro: Hotelaria e Turismo, 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário